10 dicas para ajudar na mobilidade de uma pessoa acamada

10 dicas para ajudar na mobilidade de uma pessoa acamada

O exercício físico diário é indispensável para o bem-estar de qualquer pessoa, seja pessoa acamada ou não.

No entanto a forma como podemos fazer exercício é diferente de pessoa para pessoa, mas neste artigo a sensicare pretende forcar-se nas pessoas com mobilidade reduzida e que passam uma grande parte do seu tempo numa cama articulada.

Estas pessoas em geral devem fazer exercício para reforçar e tonificar os músculos, melhorar a circulação sanguínea e articulações de forma a prevenir o aparecimento de escaras na pele.

Conheça os 10 exercícios para fazer na sua cama articulada

Estes exercícios idealmente devem ser efectuados duas vezes por dia conforme as capacidades do paciente sendo que, aconselhamos sempre um aconselhamento de uma especialista para cada caso.

Iremos começar pela ordem inversa, isto é da cabeça para os pés, com exercícios de baixa intensidade:

1º Passo – Exercícios de respiração

Os exercícios respiratórios são sempre uma mais valia para o paciente. Se possuir uma cama articula elétrica poderá fazer o exercício sentado ou com o tronco inclinado para cima.

Este exercício é simples, só tem de inspirar e expirar lentamente durante 5 vezes seguidas.

2º Passo – Movimentação dos braços

Se o paciente tiver uma boa movimentação nos braços deverá estica-los para cima com o cotovelo esticado um de cada vez. O numero de repetições ficará ao cuidado do paciente e cuidador, mas se por ventura colocar metas mensuráveis, será sempre uma mais valia para motivação e superação do paciente.

3º Passo – Movimentação dos braços com cotovelo dobrado

Esta técnica é simples e muito parecida com o que falamos no ponto anterior. A diferença é que neste caso, pode estar em uma cadeira de rodas ou outra superfície com o cotovelo apoiado e deverá fazer movimentos para cima e para baixo

4º Passo – Exercício para as mãos

As duas duas opções são as seguintes: Pode abrir e fechar as mãos ou abrir e separar os dedos. Todos estes passos são importantes para a circulação sanguínea.

5º Passo: Levantar as pernas esticadas

Passando agora para as pernas, é importantíssimo esticar bem as pernas e levanta-las uma a uma com o joelho esticado.

6º Passo:. Esticar e dobrar as pernas

Este exercício é um complemento do exercício anterior pois irá ajuda-lo a fortalecer os músculos e articulações.

Se vir que o paciente executa os exercícios com facilidade, tente fazer um pouco mais de força oposta ao movimento que o paciente está a fazer para que o exercício seja mais difícil.

7º Passo: Afastar os joelhos um do outro com pernas dobradas

Para acabar o movimento das pernas deverá dobrar os joelhos e afasta-los da outra perna. Estima-mos que cerca de 5 repetições já ajudaram bastante a pessoa acamada.

8º Passo: Tornozelos

Estes últimos são considerados mais exercícios de relaxamento pois é o cuidador que faz mais a diferença.

Deve mover os tornozelos de um lado para outro e de cima para baixa de forma rotativa.

9º Passo Massagem parte de baixo dos pés

Em forma de compensação mas que por outro lado ajuda nas articulações, o cuidador pode pressionar de uma ponta do pé à outra fazendo linhas rectas para agilizar a circulação.

10º Passo: Dedos dos pés

Deverá massajar de forma circular cada dedo do pé do paciente de cima para baixo.

Espero que tenham gostado do artigo. Já viu como em tão poucos gestos poderá fazer a diferença?