Cadeira de rodas manual vs cadeira de rodas elétricas

Cadeira de rodas manual vs cadeira de rodas elétricas

Muito é debatido sobre as principais diferenças entre uma cadeira de rodas manual e elétrica. Sem tentar falar do preço (que é uma das principais diferenças), este artigo pretende ajuda-lo a refletir sobre a importância de uma cadeira de rodas adequada às suas necessidades melhorando assim a qualidade de vida das pessoas com restrições de mobilidade. .

Sendo assim, iremos tentar falar dos diferentes modelos, explicando os conceitos, tipos de configurações e até mesmo, dar um conjunto de dicas na compra da sua cadeira de rodas.

Cadeira de rodas Manual

A cadeira de rodas manual é o tipo mais comum. Uma das principais diferenças para as elétricas está na movimentação, pois este tipo de produto só pode ser movimentado com a “força humana”. ( Pelo própria pessoa ou cuidador).

No paragrafo anterior, dizemos que é a cadeira mais comum pela razão que muita das vezes ela chega perfeitamente para satisfazer as necessidades do paciente, pois se o paciente, por exemplo, não tiver qualquer tipo de dificuldade nos membros superiores, consegue ser independente e usufruir do máximo conforto.

Estes tipos de cadeiras estão cada vez mais a evoluir tornando-se modelos cada vez mais eficientes e confortáveis para o paciente. Como em tudo, é preciso considerar cada caso como um caso face aos objetivos da pessoa. Posto isto, é necessário averiguar sobre os diferentes tipos de modelos e vários acessórios disponíveis.

Exemplos de algumas situações

“Precisa da cadeira de rodas para ter independência e mobilidade em ambientes externos” “Terá necessidade de um cuidador” “Se precisa que a cadeira seja transportada no carro” “O seu grau de incapacidade física” etc… Existe muitos exemplos que podíamos aqui enumerar, mas se está à procura de dicas para escolher uma cadeira de rodas está no sitio certo!

Cadeira de rodas elétrica

A primeira grade diferença está na locomoção. Este tipo de cadeira de rodas é mais apropriado a pessoas que têm o maior comprometimento nas partes superiores do corpo ou que precisam de fazer diversas deslocações de grandes distancias nas quais seriam muito fatigantes para si próprias.

Outra diferença é que possuem um joystick alimentado por bateria recarregável que facilita ao paciente um maior controlo da velocidade e movimentos da sua cadeira.

As baterias devem ter trocadas ou recarregadas consoante a distancia e o desgaste, mas alerta-mos que existe alguns modelos de baterias mais sujeitas a cargas e descargas. Também existe baterias projectadas especificamente para transporte aéreo, por isso deverá ter em atenção caso faça algumas viagens.

Uma das desvantagens face as cadeiras de rodas manuais é que por norma precisa de um meio de transporte adaptado.

Para terminar, existe também varios tipos de configurações que são mais próprias às cadeiras elétricas e que ajudam o cliente adaptar-se melhor. Prometemos voltar em breve, caso pretenda pode consultar a nossa loja ortopedica online da sensicare