Como combater o bullying na deficiência

Como combater o bullying na deficiência

O que é o bullying?

Entende-se por bullying a prática de actos violentos, intencionais e/ou repetidos a uma pessoa indefesa que podem implicar como consequência danos físicos ou psicológicos às vitimas. Estes atos, são geralmente efetuados por um grupo de indivíduos com objetivo de intimidar, humilhar e agredir a pessoa em causa.

Hoje em dia, em pleno seculo XXI, o uso deste termo já é muito frequente na nossa sociedade o que nos leva a fazer esta pergunta a nós próprios: Porquê que estamos sempre ouvir e a deparamo-nos com casos de bullying?

Esta pergunta, leva-nos ao ponto de partida na abordagem a este artigo, pois “esta prática”, é geralmente feita contra alguém que não consegue se defender das agressões porque teme os agressores, seja por causa da sua “suposta” superioridade física, intimidação ou meio social que está inserido.

O bullying pode ser praticado em vários ambientes como:

  • Na rua;
  • Em casa;
  • Escola;
  • Trabalho

bullying com deficientes

Principais tipos de bullying

1- Fisico:

Esta forma de fazer bullying é por norma a mais comum na nossa sociedade. Socos, empurrões e bloqueios de passagem à vitima estão interligados nesta categoria.

Por norma, supostamente é a situação mais fácil de identificar mas na realidade, na maioria das vezes, é encoberta com desculpas. “Cai na rua”; “Foi a brincar com os amigos”; “Foi a jogar futebol” são desculpas muito utilizadas.

Exemplo na deficiência: - Agressor impedir a passagem de uma cadeira de rodas em determinado local. .

2- Psicológico :

No bullying psicológico é frequente as perseguições constantes à vitima. Discriminação racial, religiosa, sexual e peso são os principais aspetos que o agressor ataca a vitima.

Todos actos de perseguir, aterrorizar com ameaças, manipular, dominar ou chantagear são considerados de bullyng psicológico que pode causar à vitima depressões ou em casos mais extremos medo das pessoas (fobia social).

Exemplo na deficiência: Intimidar a vitima que não consegue fazer as mesmas coisas que o agressor faz.

3 - Social :

Este ultimo tipo de bullying é praticado em diversos locais, especialmente entre pessoas de faixas etárias distintas. Por consequência desta pratica, o desempenho pode ser prejudicado e a convivência da vitima também pois ela sentir-se-á rejeitada e incapaz.

Exemplo: Excluir pessoas que possuem deficiências motoras ou visuais no seu grupo de amigos.

Finalizando com estes três exemplos de casos reais, iremos apresentar um conjunto de soluções para superar o bullying, especialmente nos casos de deficiência.

Como combater. Dicas:

1- Perceber o que é o bullying

2 - A Confiança é muito importante

3 - Falar abertamente do seu problema

4- Ficar calmo em possíveis situações perigosas

5- Enfentre os problemas – nunca fuja deles

6 - Não tenha medo de denunciar