Envios GRÁTIS em encomendas superiores a 65€ s/IVA
  • 0
Envios GRÁTIS em encomendas superiores a 65€ s/IVA

Como mobilizar pessoas acamadas?

Muitas vezes, o processo de colocar idosos ou pessoas acamadas na cadeira de rodas ou na cama pode ser uma tarefa complicada. Por isso mesmo, a Sensicare preparou para si algumas dicas valiosas para que este trabalho seja mais simples – para o cuidador e para o paciente. É um trabalho que requer paciência e exige ser feito sem pressas, até para não prejudicar o utilizador de cama articulada ou elétrica.

A postura do cuidador

Antes de realizar qualquer movimento, lembre-se que a sua postura é muito importante. Para evitar lesões, deve tentar distribuir o peso por todos os músculos do seu corpo e manter sempre as costas direitas.

Os joelhos devem estar dobrados e os pés separados, com cerca de 30 centímetros. O corpo do cuidador deve aproximar-se o mais possível do corpo do paciente, e virado na direção do movimento que pretende fazer.

Não se esqueça de fazer tudo devagar!

Evitar lesões

Para evitar movimentos inesperados e garantir a cooperação do utilizador, obviamente de acordo com as suas possibilidades, vá explicando cada passo à medida que o vai fazendo.

Caso necessite, peça ajuda a outro cuidador. Só desse modo consegue fazer de forma correta todos os movimentos necessários e evitar lesões que, muitas vezes, podem ser graves – quer para o cuidador, quer para quem está a ser cuidado.

Explicar ao paciente aquilo que vai fazer pode evitar lesões e ajuda a uma maior cooperação entre o cuidador e a pessoa a ser cuidada

Mobilização na cama

Chama-se mobilização na cama às mudanças de posição, com ou sem colaboração do paciente, e de acordo com as necessidades de cada um.

Caso se esteja a questionar sobre a necessidade destes movimentos, nós respondemos: estes melhoram a capacidade respiratória e a própria mobilidade, previnem problemas de circulação, mantêm a pele sem feridas ou escaras e oferecem um maior bem-estar ao utilizador.

Quem passa muito tempo numa cama articulada, que pode ser elétrica ou não, sabe que mudar de posição é fundamental para uma maior qualidade de vida.

Evite arrastar

Quando o paciente estiver deitado, é importante manter o corpo sempre alinhado e posicioná-lo com movimentos firmes, sem arrastar.

Pode até usar um lençol, dobrado ao meio, que auxiliar nesta tarefa.

É fundamental também garantir que protege as zonas com ossos proeminentes (onde os ossos são mais salientes, como joelhos e cotovelos).

Mover para a cabeceira

Para efetuar este movimento, pode ser necessário pedir ajuda a outra pessoa. No caso da cama ter barras laterais, baixe-as; retire também todas as almofadas da cama. A Sensicare dispõe de um modelo com estrado elevatório, que pode ajudar nesta e noutras tarefas.

Se a cama for articulada, como este modelo, pode baixar a cabeceira e os pés da cama.

Cada um dos cuidadores deve estar de um lado. Depois, coloque as pernas da pessoa a cuidar com os joelhos dobrados.

Caso esteja a levar a cabo uma mobilização mais complicada, peça ajuda a outro cuidador e evite lesões

 

 

Segure bem o resguardo com as mãos, perto do corpo do paciente. Ao mesmo tempo, levante o resguardo e puxe para cima. Verifique sempre o alinhamento do corpo!

De seguida, coloque uma almofada debaixo da cabeça do utilizador e ainda outras almofadas específicas, que ajudem a evitar zonas de pressão. Um colchão de pressão alternada pode ser uma solução para evitar escaras e outros problemas de pele.

A posição lateral

Para colocar o paciente de lado na cama, também convém pedir ajuda a outro cuidador. Também aqui, é necessário baixar as barras laterais da cama, caso existam.

Retire todas as almofadas existentes na cama e baixe a cabeceira e os pés da mesma, caso seja articulada.

Os dois cuidadores devem estar ao lado da cama, segurando no resguardo com as mãos perto do corpo da pessoa a ser cuidada.

Depois, simultaneamente, levantem o resguardo e puxem-no para um dos lados da cama. Coloquem a pessoa de lado com a ajuda do resguardo, para o lado da cama com mais espaço disponível.

Verificando o alinhamento corporal, coloquem almofadas para que as zonas de pressão sejam mínimas.

Para que o ombro não esteja também a sofrer pressão, puxe-o para si, com as suas mãos a apoiar a articulação.

Estes são alguns dos movimentos mais habituais, mas há também exercícios que se podem fazer com o utilizador.

Não sabe como escolher o modelo certo de cama articulada? Veja as nossas opções e aconselhe-se com o nosso serviço de Apoio ao Cliente.

 

Fonte: Açores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *